CONTATO: valter.roberta.padulla@gmail.com

sábado, 30 de junho de 2018

SAINT PAUL’S CHAPEL

PASSEIO
SAINT PAUL’S CHAPEL (New York-NY)

Em nossa caminhada pela Broadway, ainda no período da manhã, após sairmos do local Charging Bull (Touro de Wall Street) e da Fearless Girl (Garota Destemida), fomos para conhecer a SAINT PAUL’S CHAPEL, é o edifício público mais antigo em uso contínuo na cidade de Nova York, concluída em 1766. Foi declarado Patrimônio Histórico Nacional em 1960.

Mapa da caminhada que fizemos do trecho entre o Touro de Wall Street e a St Paul's Chapel


Faz parte da Paróquia da Trinity Church Wall Street.

Valter e Beta e ao fundo a Saint Paul's Chapel
Clique na imagem acima para assistir ao vídeo


HISTÓRICO DO LOCAL


A capela de St. Paul’s foi construída em terras cedidas pela rainha Anne, da Grã Bretanha, sendo concluída no ano de 1766, com o objetivo de servir como opção, a congregação em expansão digreja-mãe (Trinity Church ), que não queriam caminhar alguns quarteirões ao sul por ruas não pavimentadas.

Pintura que demonstra o local no Sec XVIII, a St Paul Chapel está no canto direito


Em 1776, a capela sobreviveu ao Grande Incêndio da Cidade de Nova York , quando um terço da cidade de Nova York (então confinado à extremidade inferior de Manhattan), incluindo a Trinity Church, foi queimada em seguida a captura britânica da cidade, após a Batalha de Long Island durante a Guerra Revolucionária Americana.

Em abril de 1789, o General George Washington, após seu juramento de posse como o primeiro Presidente dos Estados Unidos, foi para a St. Paul’s Chapel.

Nos dois séculos seguintes, o alcance da comunidade era o foco principal, com serviços para acomodar as necessidades de imigrantes, mulheres trabalhadoras e desabrigados.

Em 2001, St. Paul encontrou-se do outro lado da rua do cataclismo, no ataque terrorista de 11 de setembro às Torres Gêmeas. Mas a "Capela do Marco Zero", como veio a ser conhecida, foi poupada por um sicômoro milagroso no canto noroeste da propriedade que foi atingido por escombros. A raiz da árvore foi preservada em um memorial de bronze. Enquanto o órgão da igreja foi seriamente danificado por fumaça e sujeira, o órgão foi reformado e está em uso novamente.

Ao fundo as "Torres Gêmeas" e em primeiro plano a St Paul Chapel

Momento do desabamento das "Torres Gêmeas" e a nuvem de fumaça envolvendo a St Paul Chapel
Interior da St Paul Chapel e no centro superior está o órgão


Durante oito meses, centenas de voluntários trabalharam turnos de 12 horas durante todo o dia, servindo refeições, fazendo leitos, aconselhando e rezando com bombeiros, operários da construção civil, policiais e outros. Massoterapeutas, quiropráticos, podólogos e músicos também trabalharam voluntariamente.

Segundo o vigário local, a galeria superior da capela ficava cheia de botas Timberland que haviam sido doadas pela empresa. “Porque se você veio trabalhar aqui para fazer uma mudança no Ground Zero, no final do seu turno, as solas teriam derretido. Então, eles simplesmente os jogavam fora e no dia seguinte pegavam outro par”.

A capela possui estilo georgiano clássico-renascentista, com tijolos cinzentos e quatro colunas marrom na entrada. 

St Paul's Chapel e o One Trade Center (2018)


Os bancos originais foram substituídos por 100 cadeiras simples, onde desde 2001 uma pequena cruz significou a incorporação da capela à comunidade sem fins lucrativos da Cruz das Unhas.

Beta no interior da St Paul's Chapel

Clique na imagem acima para assistir ao vídeo

Destaques Arquitetônicos

Montgomery Monument: O pórtico leste de St. Paul, de frente para a Broadway, é dominado por um memorial impressionante ao general Richard Montgomery, um ilustre oficial da Guerra Revolucionária que morreu em 1775 enquanto lutava em Quebec. Montgomery está enterrado sob o monumento. O memorial, que se acredita ser o primeiro monumento da Guerra Revolucionária encomendado pelo Congresso Continental, é obra do escultor francês Jean Jaques Caffieri e é feito de mármore dos Pirineus.

Montgomery Monument

Montgomery Monument


Retábulo da Glória: Como o monumento homenageando o General Montgomery criou um contorno sombrio na janela do altar visto da nave, um projeto para o interior da janela foi feito por Pierre Charles L'Enfant, o arquiteto francês que criou o plano mestre para a cidade de Washington, DC. O desenho, executado por um escultor de madeira, representa a glória de Deus no Monte Sinai e a entrega dos Dez Mandamentos aos israelitas, de Êxodo 24.

Retábulo da Glória


Bells: Um sino foi feito em 1797 por Thomas Mears de Londres e instalado em 1834. O outro sino foi feito em 1866 por Meneely.



Grande Selo dos Estados Unidos da América: A pintura, encomendada pela sacristia da Igreja da Trindade em 1785, retrata o selo adotado pelo Congresso em 1782, com um pássaro (alguns pensam que é um peru), segurando em um talon um ramo de oliveira e no outro, um aglomerado de flechas. Em uma faixa acima do pássaro está escrito E Pluribus Unum, "Out of Many, One". Esta é uma das primeiras representações conhecidas do selo.


ENDEREÇO
209 Broadway, New York, NY 10007, EUA e também há entrada pela Fulton Street

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Segunda a Sexta das 10-18h e Domingo das 07h-18h

PREÇO
Entrada gratuita (necessário passar por revista de segurança, detector de metais, verificação de bolsa e mochila)


LINKS DOS PASSEIOS REALIZADOS NA VIAGEM