CONTATO: valter.roberta.padulla@gmail.com

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

ALEMANHA - REICHSTAG

REICHSTAG


Após visitarmos o Portão de Brandemburgo, seguimos a pé por cerca de 350 metros de distância, em direção a Platz der Republik, onde se encontra o Reichstag. 

Mapa do trajeto do Portão de Brandemburgo até o Reichstag
Se preferir chegar ao local de metrô, utilize a estação Bundestag, linha U55 do metrô.



Valter e ao fundo o edifício Reichstag


HISTÓRIA DO LOCAL

     Quando o imperador Guilherme I colocou a pedra fundamental em 1882, não imaginava que os acontecimentos que mudariam os rumos da nação estariam intimamente ligados ao edifício. Portanto, Destruir o Reichstag seria o mesmo que destruir grande parte da memória alemã. Por várias vezes houve esta tentativa, mas ele permaneceu lá. Os amantes da história agradecem.
Foi nele que Philipp Scheidemann proclamou a primeira República alemã, em novembro de 1918.
Foi por causa do terrível incêndio no edifício em 27 de Fevereiro de 1933, que Hitler achou razões para comprometer a democracia.
Foi nele que os Russos estenderam a sua bandeira, no dia 2 de Maio de 1945 no fantástico avanço sobre Berlim.
Foi o Reichstag o edifício escolhido para a cerimônia oficial da reunificação no dia 3 de Outubro de 1990.
Foi ele o edifício da nova política, quando se decidiu transferir a capital para Berlim.
Uma estranha curiosidade marca a relação do Reichstag com Hitler. Durante os 12 anos de domínio do Terceiro Heich, o edifício se resguardou de ser utilizado pelo nazismo. Em vez disso, nas vezes em que houve convocações, foi usado um edifício em frente.
Hoje, com a sua nova cúpula, símbolo de um futuro de esperança e de uma política de abertura, o Reichstag é aberto à visitação durante o ano inteiro e sem nenhum custo.
O mundo precisa conhecer esta história. Se o mundo não tivesse intervido ou se a Alemanha nazista tivesse saído vitoriosa, este prédio estaria incorporado na Welthauptstadt Germania ( Capital Mundial ).  Germania era o nome que Adolf Hitler deu à renovação projetada para a capital alemã, Berlim .
      Com a transferência do governo alemão de Bonn para Berlim, o prédio foi reinaugurado em 19/04/99 como sede do Parlamento.
      

     A cúpula do edifício é toda revestida de vidro, possui espelhos em seu interior que refletem a luz solar proporcionando iluminação natural ao plenário.
      Subir ao seu espetacular terraço vale a pena. Desde aí, os líderes ocidentais, mostravam aos visitantes como era o lado este de Berlim, uma vez que o muro percorria a parte oriental do edifício.




Ao lado do edifício existe um monumento que entendemos como sendo em homenagem as vítimas da Guerra.

Parte do monumento feito de lascas de pedras com nomes gravados

VISITA AO INTERIOR DO REICHSTAG


     Segue neste momento um dica muito importante, para que não ocorra com você o que ocorreu conosco: “ser barrado no baile literalmente”, por não have mais vagas para visitação, pois não fizemos reserva antecipada.
   Pois bem, chegamos logo cedo no local, tanto que os seguranças ainda estavam organizando o acesso de entrada dos visitantes. Pensamos: “nossa, que bom, seremos os primeiros a entrar”. Mas ao nos informamos onde adquirir os ingressos, nos perguntaram se tínhamos realizado a reserva para a visita. Pois se não estamos incluídos em nenhum grupo de turismo, necessitamos de reserva antecipada, que deve ser feita pela internet, de 7 a 10 dias de antecedência. Tanto é fato que logo depois, enquanto tirávamos foto do lado de fora do prédio, os ônibus de turismos começaram a chegar e as pessoas a se organizarem na fila de entrada.
Visitas à cúpula do Reichstag são possíveis apenas para quem tem reserva no restaurante anexo ou para quem solicita reserva antecipada para visita guiada. 
A entrada no Reichstag é gratuita.
Informações: http://www.bundestag.de/htdocs_e/visits/kupp.html (Depois de preencher com seus dados, basta escolher a data e o horário desejados e comparecer em frente ao Parlamento com, no mínimo, 15 minutos de antecedência, justamente para passar por todos os procedimentos de segurança.)
Melhor horário para visita as 8h, quando abre, visita gratuita em grupos de cerca 30 pessoas. 
Todos tem que passar por detector de metais, por medida de segurança, afinal ali estão os principais políticos da Alemanha. 



Esta foto não pertence ao nosso arquivo pessoal (by internet)

Como comentamos, não pudemos realizar a visita, que segundo informações que coletamos, deve ser muito bonita, segue algumas informações:

"Um grande elevador leva todo o grupo até o alto do Reichstag, pois a visitação acontece no interior de sua cúpula. Saindo do elevador há um balcão para receber os audio-guias que são fundamentais para aproveitar ao máximo a visita. Conforme a pessoa anda pela rampa, há plataformas que sinalizam o inicio de uma nova explicação e um sensor automaticamente ativa o audio-guia. Fica aqui uma dica: o passeio começa na cúpula e finaliza pelo terraço ao redor dela. A visita guiada dura aproximadamente 30 minutos e é bem interessante. Tem uma explicação detalhada sobre diversos pontos de Berlim além de narrar fatos históricos e curiosidades sobre a cidade."

Do Reichstag, seguimos caminhando em sentido a ILHA DOS MUSEUS, que será nossa próxima postagem.



ALEMANHA - PORTÃO DE BRANDEMBURGO


PORTÃO DE BRANDEMBURGO



Iniciamos nosso passeio por Berlim bem cedo, pois ao pesquisarmos, verificamos que alguns locais deveriam ser visitados no início do dia, senão a fila que se forma chega a ser gigantesca, são eles: Reichstag e a Berliner Fernsehturm (Torre de Tv).
Pegamos o metrô (U55) (também serve: S1 – S2 – S25) e descemos na estação Brandenburger Tor (Portão de Brandemburgo), que se localiza próximo a Porta de Brandemburgo.
Localiza-se na extremidade oeste da Unter den Linden (avenida mais famosa da cidade).

Mapa com estação Metrô Brandenburger Tor (Portão de Brandemburgo) até a Portão de Brandemburgo
VÍDEO DO NOSSO PASSEIO PELO PORTÃO DE BRANDEMBURGO


Clique na imagem acima para assistir ao vídeo

HISTÓRIA DO PORTÃO DE BRANDEMBURGO

         O símbolo por excelência de Berlim. Uma estrutura neoclássica inspirada no Parthenon de Atenas.
        Também foi o símbolo da Alemanha dividida (dividia a parte ocidental de Berlim da parte oriental).
      Como já abordado anteriormente, No início do séc XVIII, Frederico III de Hohenzollern, sucessor de Frederico Guilherme, transforma Bradenburgo num reino, tendo sido coroado como Frederico I da Prússia e construiu o monumento na estrada do reino. 
     A Quadriga, símbolo de orgulho para a Prússia, existente em cima do monumento, foi levado por Napoleão Bonaparte para a França no início do Séc XIX, quando vence os prussianos, mas em 1814, quando voltou à cidade e foi o símbolo da vitória. Foi nessa época que, a deusa que está no topo, recebeu um bastão episcopal com a águia prussiana e a cruz de ferro com uma coroa de louro. A porta foi o cenário de importantes eventos como o nascimento do Terceiro Reich de Hitler e a ocupação russa de 1945. Dos lados da porta ainda se encontram um par de pavilhões utilizados pelos guardas.

Roberta e ao fundo o Portão de Brandemburgo
      
Em 30/01/33, Adolf Hitler foi nomeado chanceler. Hitler desejava demolir e reconstruir Berlim, no projeto conhecido como Welthauptstadt Germania (Germânia, a capital do Mundo), o arquiteto proposto para esta nova cidade foi Albert Speer, porém o projeto nunca seria finalizado. Em 1939 com a invasão da Polônia, iniciava-se a 2ª Guerra Mundial que se estenderia até 1945, altura em que a Alemanha perde a contenda e Berlim é invadida pelo exército vermelho. A partir de 1940, Berlim sofreu inúmeros bombardeamentos, especialmente no último ano da guerra, tendo a maioria dos edifícios ficado em ruínas.

Imagem da época da II Guerra Mundial, a destruição ao redor do Portão de Brandemburgo 

       O Portão de Brandemburgo está situada no meio da Pariser Platz, que consiste numa praça que abriga também em sua área os prédios de embaixadas e do Parlamento.


Valter na Pariser Platz e ao fundo o Portão de Brandemburgo

       Na Pariser Platz, Valter encontra com um policial e conversam um pouco sobre o policiamento em Berlim. Pedimos autorização para registrar esse momento de intercambio profissional.

Valter e o policial de Berlim


       Foi restaurada em 2002, recebeu um sistema de iluminação que a deixa mais imponente ainda vista a noite.

Depois, seguimos a pé até a Reichstag (cerca de 350m). Veja no próximo post.

links dos passeios realizados em nossa viagem pela Alemanha no 5º dia:


OUTRAS POSTAGENS DE NOSSA VIAGEM PELA ALEMANHA

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Pôr do Sol ao som do Bolero de Ravel

PÔR DO SOL AO SOM DO BOLERO DE RAVEL


Clique na imagem acima para assistir ao vídeo


(POSTAGEM EM CONSTRUÇÃO)

Almoço em João Pessoa

ALMOÇO NA ORLA DE JOÃO PESSOA

Saímos de Natal-RN e chegamos em João Pessoa-PB, na hora do almoço. 

Fizemos o Chek in no Hotel Igatu e resolvemos almoçar no quiosque do calçadão da praia de Cabo Branco, bem em frente do Hotel.

Já conhecíamos o restaurante "A mineirinha". Gostamos do local por ter um ambiente agradável, uma brisa do mar muito gostosa e uma comida gostosa.

Hoje nosso cardápio foi:
ENTRADA: Bolinhos de macaxeira com recheio de carne seca e lagosta com limão e azeite.
PRATOS PRINCIPAIS Camarão a Termidó (assim que está a grafia no cardápio...kk) e Filé na manteiga. Muito gostoso!


Lagosta que será degustada por Roberta




Valter e o filé

Roberta, depois da lagosta e agora o camarão


Valter e Roberta na orla de João Pessoa - PB


Clique na imagem acima para assistir ao vídeo



domingo, 16 de setembro de 2012

THERESIENWIESE Parque do Oktoberfest


THERESIENWIESE Parque do Oktoberfest


Hoje começamos o dia com a visita no Palácio Nymphenburg e decidimos almoçar novamente na Hofbräuhaus, que é simplesmente um lugar delicioso duplamente, um pelo ambiente e outro pela comida.





Na parte da tarde, seguimos para a visita no Theresienwiese. Para isso, pegamos o metrô na Estação de Metrô Marienplatz, rumo a estação Theresienwiese, que nos levou bem na entrada do Parque Theresienwiese.

Mapa da distância entre a estação Marienplatz e a estação Theresienwiese


A emoção de entrar no local onde foi celebrado o casamento de Luis I da Baviera com a princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen, em 1810, foi muito grande. Foi por motivo dessa festa de casamento que originou-se a Oktoberfest, que é realizada até os dias de hoje, no mês de outubro, neste mesmo local. Pensando em tudo isso, a emoção de estar ali, foi muito grande!

Theresa  de Saxe-Hildburghausen  e Luiz I da Baviera

"Wiese" é a palavra alemã para "prado" Assim "Theresienwiese" poderia ser traduzido como "Prado de Teresa". Isso nos leva a imaginar que a muitos anos atras esse local deveria ter sido um lindo prado, onde hoje há mais concreto do que vegetação.




 
VÍDEO DOS NOSSOS MOMENTOS DE VISITA AO LOCAL
Clique na imagem acima para visualizar o vídeo


sábado, 15 de setembro de 2012

VIAGEM DE CARRO NATAL-RN ATÉ JOÃO PESSOA-PB

VIAGEM DE CARRO NATAL-RN ATÉ JOÃO PESSOA-PB


Desde que nos mudamos para Natal-RN (em dezembro de 2011), sempre que podemos, fazemos uma visita à João Pessoa-PB.

Desta vez, foi por um motivo especial, o aniversário de 45 anos da Roberta. Primeiramente havíamos programado ir para o Reino Unido (Inglaterra, Gales e Escócia), mas tivemos que adiar esta viagem para 2013 (se Deus quiser!).


Vamos ao planejamento:

Saímos pela manhã de Natal-RN, rumo a João Pessoa-PB.


Valter e Roberta com o Morro do Careca na Praia de Ponta Negra - Natal-RN


Saindo para a estrada...


ROTEIRO DE CARRO

Rota de viagem de Natal-RN até João Pessoa-PB
O trajeto de carro tem em torno de 190km, pela BR-101 e dura em média umas 2 horas.
A rodovia é praticamente inteira duplicada e em boas condições. Não há pedágio neste percurso.





               VÍDEO DA VIAGEM DE CARRO NATAL-RN ATÉ JOÃO PESSOA-PB


Clique na imagem acima para assistir ao vídeo


LOCAL DE HOSPEDAGENS

Fizemos nossa reserva no Igatu Praia Hotel e pagamos o valor de R$143,00 a diária com café da manhã.
O hotel fica na beira mar de João Pessoa.

ENDEREÇO: Av. Cabo Branco, 1984 - João Pessoa - Brasil 


Valter e Roberta e ao fundo o Hotel Igatu


Nascer do sol da varanda da piscina do Hotel Igatu


Roberta na varanda da piscina do Hotel Igatu e ao fundo a praia de Cabo Branco e o nascer do sol

Quanto ao Hotel Igatu, a localização é excelente!
O café da manhã é bom, nada de muito especial, com frutas, mas não teve sucos, apenas iogurte de frutas. Pães e bolos. Frios, ovos mexidos, salsicha na manteiga, escondidinho de carne seca e cuscuz nordestino. Café e leite (quente e frio).
O quarto deixa um pouco a desejar:o travesseiro baixo, o lençol de forrar o colchão pequeno, desses que vc acorda metade direto no colchão. O banheiro pequeno, ou diria mal projetado. em relação a higiene, achamos adequado, mas no quarto, não sei se foi cera ou o que passaram no chão, que o pé grudava...kkk
A vista da janela era lateral para a praia, mas também, não nos fez falta, pois saíamos o dia todo e o visual da varanda da piscina (na cobertura do Hotel), é um show!


FAZENDO AS MALAS

Como sempre, planejamos nossa viagem de forma a ser bem prática e para tanto sempre decidimos por levar o estilo mais básico possível, mas desta vez, teremos o jantar com companheiros de Rotary na noite de aniversário da Roberta, por este motivo levaremos uma roupa mais adequada para a ocasião.
·         Nécessaire com produtos de higiene pessoal;
·         Farmacinha com remédios básicos p/ dor de cabeça, febre, dor muscular, etc.
·         Protetor solar para a pele e lábios;
·         03 mudas de roupas íntimas;
·         02 camisetas/blusas básicas;
·         02 bermudas/legs;
·         01 calça jeans;
·         01 pijama;
·         01 agasalho fino;
·         01 pare de tênis;
·         Chinelo;
·         Roupa de banho (maiô e sunga);
·         boné;
·         Máquina fotográfica;
·         Netbook;
·         Cabos, carregadores, bateria extra, cartão memória e pen dive;

PLANEJAMENTO DO ROTEIRO DE VIAGEM
1º DIA – Viagem de carro Natal-RN até João Pessoa-PB / almoço João Pessoa/ passeio na Praia do Jacaré para apreciar o Pôr do sol ao som do Bolero de Ravel tocado no saxofone;
2º DIA  – Nascer do sol na Ponta do Seixas/ passeio pelo Centro Histórico/ Jantar Rotary Club João Pessoa;
3º DIA  – Nascer do sol na varanda da piscina do Hotel Igatu/ Viagem de carro João Pessoa até Natal-RN.







INSTITUTO RICARDO BRENNAND

INSTITUTO RICARDO BRENNAND


Em nossa viagem à Recife (agosto de 2010), entre vários locais visitado, incluímos em nosso roteiro o Instituto Ricardo Brennand.

Mesmo para a Roberta, que havia morado em Recife por 07 anos (1980/1987), era um local inédito. Como de costume, fizemos várias pesquisas sobre o local e ficamos provocados em conhecer uma instituição dessa no Brasil.

Começamos o dia com a visita pelo centro histórico de Olinda e após o almoço na orla de Olinda, seguimos para a visita no Instituto Ricardo Brennand.

O Instituto Ricardo Brennand (IRB) é uma instituição privada sem fins lucrativos fundada em 2002 pelo colecionador e empresário pernambucano Ricardo Brennand.
Imagem panorâmica parcial do Instituto Ricardo Brennand (foto by Wikipedia)

O instituto está sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, denominado Castelo São João, inspirado no estilo Tudor, com área construída de 77.000 metros quadrados. É uma construção contemporânea, combinada com alguns elementos decorativos originais, tais como uma ponte levadiça, relevos de brasões e um altar em estilo gótico. O complexo engloba:
·         Museu de Armaria,
·         Biblioteca;
·         Pinacoteca;
·         Auditório com capacidade para 120 pessoas;
·         Áreas de serviço para os visitantes;
·         Reserva técnica e espaços técnico-administrativos.

Cercando o complexo, há um vasto parque com uma área de 18.000 hectares, dotado de lagos artificiais e esculturas em grande escala, tais como uma fundição recente de O Pensador de Auguste Rodin, uma cópia do David de Michelangelo, A Dama e o Cavalo de Fernando Botero e outras peças de Sonia Ebling e Leopoldo Martins, entre outros.
Alameda de entrada do Instituto Ricardo Brennand  (foto by Roberta Padulla)


Área para estacionamento (foto by Roberta Padulla)



Placa informativa do valor do ingresso na época (agosto/2010) (foto by Roberta Padulla)

Bilheteria na entrada do Instituto Ricardo Brannand (foto by Roberta Padulla)
Algumas das obras expostas nos jardins do Instituto Ricardo Brennand (foto by Roberta Padulla)

Possui uma coleção permanente de objetos histórico-artísticos de diversas procedências, abrangendo o período que vai da Baixa Idade Média ao século XXI, com forte ênfase na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post, com quinze obras.

 O instituto também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de 3.000 peças, a maior parte proveniente da Europa e da Ásia, produzidas entre os séculos XIVe XXI. A biblioteca do instituto possui mais de 62 mil volumes, datados do século XVI em diante, destacando-se as coleções de brasiliana e obras raras. 

Valter no interior do Instituto Brennand

Valter e Roberta na visita ao Instituto Brennand



VÍDEO - INSTITUTO RICARDO BRENNAND
Clique na imagem acima para assistir ao vídeo (vídeo by Roberta Padulla)


VISITA EM DEZEMBRO DE 2015

Em dezembro de 2015, a Roberta, juntamente com o filho Fernando, fizeram nova visita ao local.

O valor do ingresso foi de R$20,00 por pessoa e o acervo foi basicamente o mesmo.
                                         
                                            Fernando em sua visita pelo Instituto Brennand

Roberta com o filho Fernando, no Instituto Brennand




INFORMAÇÕES GERAIS DO LOCAL
Endereço: Alameda Antônio Brennand, s/n - Várzea - Recife / PE Cep. 50741-904
Horário: terça a domingo, das 13h às 17h.
Entrada: R$ 15,00 (inteira)
R$  5,00 (Estudantes, Professores e Idosos acima de 60 anos com documentação comprobatória). Obs. Crianças até 7 anos gratuito.
Telefones: [81] 2121.0352/0365

Mapa de acesso ao Instituto Ricardo Brennand (foto by institutoricardobrennand.org)
Como Chegar ao Instituto:

Quem vem da Zona Sul, Boa Viagem e Aeroporto, deve vir pela a Av. Recife, passando pelo viaduto da BR-232, seguir em frente pela BR-101 e fazer o retorno no girador à frente da reitoria da UFPE. Depois, deve entrar à direita no 7o Regimento Militar e continuar em frente, passando pela Escola Técnica (CEFET-PE) e seguindo adiante até chegar ao instituto.

Para quem vem do centro da cidade, o melhor caminho é vir pela Av. Caxangá, pegar a BR-101 (sentido Aeroporto), passar pelo girador da reitoria da UFPE. Depois, deve entrar à direita no 7o Regimento Militar e continuar em frente, passando pela Escola Técnica (CEFET-PE) e seguindo adiante até chegar ao instituto.

Quem parte da Zona Norte deve vir pela Av. 17 de Agosto, como quem vai para dois Irmãos. pegar a BR-101 (sentido Aeroporto), passar pelo girador da reitoria da UFPE. Depois, deve entrar à direita no 7o Regimento Militar e continuar em frente, passando pela Escola Técnica (CEFET-PE) e seguindo adiante até chegar ao instituto.