CONTATO: valter.roberta.padulla@gmail.com

quinta-feira, 29 de julho de 2010

VALPARAISO (tour inicial)

Cap III – VALPARAISO:  

VÍDEO DE NOSSO CITY TOUR POR VALPARAISO

Clique na imagem acima para assistir ao vídeo

A) Início do city tour

Passado o limite de município de Viña del Mar para Valparaiso, demos uma pequena parada para que nosso guia pudesse explicar um pouco sobre o símbolo de Valparaíso, que representa as cores da Copa do Mundo de 1962 e tem a forma das casas coloridas que sobem do mar ao morro.


Descrição de Imagem: Símbolo de Valparaiso

VALPARAÍSO


Em 1536 foi descoberta pelo Capitão espanhol Don Juan de Saavedra, que ao chegar por terra, para verificar se havia alguma embarcação da expedição de conquista que fora enviada por Diego de Almagro. Encontrou a caravela "Santiaguillo" fundeada na pequena Bahia que nomeou Quintil e "Valparaíso" a todo este lugar em homenagem a Valparaíso ( Valle Paraíso) de Cuenca – Espanha.

Valparaíso sempre teve sua história ligada ao mar, foi aldeia e no seculo XIX transforma-se em um lugar de crescente atividade econômica, em um dos principais portos do Oceano Pacífico, parada obrigatória das embarcações depois de cruzar o Cabo de Hornos e num trampolim para chegar às costas da América do Norte.
Descrição de Imagem: Beta e ao fundo o porto de Valparaíso

Possui um lado de romantismo, de tradição, um caráter nostálgico que alimenta a alma dos poetas, cineastas e artistas que se juntam nos cafés e bares e desenvolvem a vida intelectual junto com a vida boemia.

Algumas personalidades que estiveram em Valparaiso:



  • Charles Darwin esteve em Valparaíso depois de cruzar o Cabo de Hornos;



  • o escritor nicaragüense Ruben Darío trabalhou como funcionário da Alfândega de Valparaíso e conta-se que esta experiência inspirou seu libro "Azul";



  • Pablo Neruda construiu em Valparaíso uma das suas casas delirantes chamada "A Sebastiana" onde o poeta enchia as velas da sua poesia com ventos de inspiração.
Roberta na La Sebastiana - casa de Pablo Neruda


Passamos pela Universidad Frederico Santa Maria, uma das mais importantes do país, inaugurada em 1931. Ensina engenharia, ciência e tecnologia.
Também vimos os antigos e charmosos trolebus, de 1950, que ainda são utilizados como meio de transporte em Valparaiso.

Passamos rapidamente pela Plaza Sotomayor onde há o prédio que se encontra o diretor da Escola Naval ,  a sede do Corpo de Bombeiro de Valparaíso e o Monumento a los Héroes de Iquique, batalha travada no norte do país, entre peruanos e chilenos no Pacífico, em 1879 (aguns dos horóis estão enterrados abaixo do monumento).


Descrição de Imagem: Monumento a los Héroes de Iquique

A desvantagem de realizar um city tour com uma agência de turismo e um grupo, é que tudo passa muito rápido pela nossa janela e isso quando se tem a sorte da paisagem estar do nosso lado, pois quando o que temos que ver está na janela do outro lado, fica ainda mais difícil para registrarmos um boa imagem. Em compensação, conseguimos fazer o trajeto inteiro, sendo que sozinhos teria sido bem mais complicado ou mesmo impossível, em apenas meio dia, como fizemos e neste caso especificamente, muito mais caro.


PRAIA REÑACA - VIÑA DEL MAR

Cap II –VIÑA DEL MAR: (Praia Reñaca)


Após o Relógio das Flores, fomos conhecer o litoral de Viña del Mar, mais especificamente a famosa praia de Reñaca, onde fizemos uma pausa para o almoço, a beira do Oceano Pacífico.

REÑACA
Uma das praias mais badaladas de Viña del Mar.


VÍDEO DA NOSSA VISITA À PRAIA DE REÑACA

Clique na imagem acima para assistir ao vídeo

A Reñaca originou-se em 1905, quando Salvador Vergara Álvarez, herdeiro da Fazenda de Vinha do Mar, formou a "Sociedade Imobiliária Montemar", para urbanizar a praia de Reñaca.

Mas a via costeira só chegou a esta praia por volta de 1940, até então, a praia de Reñaca permaneceu deserta.

Mas Reñaca continuava pouco visitada, já que consideravam suas águas perigosas para o banho devido à intensa ressaca que frequentemente se observava na zona.

Mas em 1965, transforma-se num importante balneário e inicia-se a construção de espetaculares edifícios escalonados nas ladeiras.


Descrição de Imagem: As típicas construções em degraus, parecem escadas.

Hoje Reñaca é uma praia muito badalada e procurada pelos turistas.

As águas do Oceano Pacífico normalmente é muito gelada, imaginem no inverno. Tivemos coragem, depois de muito ensaio, pois o vento estava igualmente gelado, em tirar o tênis e meia e molharmos os pés, só para dizermos que experimentamos o famoso "O.P.".

Nossa, é de doer o osso! Muito gelada mesmo!

Descrição de Imagem: Beta e Valter molhando os pés no Oceano Pacífico.

Por não sermos fãs de frutos do mar, principalmente o Valter e também por estarmos em contenção de despesas, devido ao furto da carteira do Valter no metro em Santiago, resolvemos comprarmos nosso almoço no King Burger, mas com um toque especial, pois não é todo dia que comemos a beira do Oceano Pacífico.

Descrição de Imagem: Nando e Valter saboreando o almoço, sentados na mesinha do terraço do King Burger da Praia de Reñaca.


quarta-feira, 28 de julho de 2010

RELÓGIO DAS FLORES - VIÑA DEL MAR

Cap II –VIÑA DEL MAR: (Relógio das Flores) 


Ao chegarmos em Viña del Mar, a profissional Karina, da empresa ROD TOUR, estava nos aguardando, juntamente com o motorista da van, que nos levaram ao escritório central, onde recebemos mais algumas informações.

Informaram-nos para fazer "boca de siri" quanto ao valor que pagamos o tour no escritório de Santiago, pois tivemos um desconto e nosso preço era menor que os demais companheiros de passeio que iríamos nos juntar posteriormente.

O preço que pagamos foi:
Passagem Tur Bus Santiago / Viña del Mar / Santiago: PCL 5.000 (R$ 16,92), por pessoa
Tour Viña del Mar / Valparaiso: PCL 10.000 (R$ 33,83), por pessoa

Acertos feitos, retornamos a van que nos levou até o Relógio das Flores, onde nos juntamos com os demais.

O nosso motorista mudou e passou a ser o Sr. Luiz.

Descrição da Imagem: Valter com o motorista da Dor Tour, Sr. Luiz , dentro da van.


VÍDEO DE NOSSA VISITA AO RELÓGIO DAS FLORES DE VIÑA DEL MAR

Clique na imagem acima e assista ao vídeo


O relógio da flores de Viña del Mar, foi construido em 1962, como um símbolo de boas vindas para a Copa do Mundo de Futebol que se realizaria no ano citado, no Chile.



As plantas diversas utilizadas formam o relógio (contorno e números) e os ponteiros foram trazidas da Suíça.



Descrição de Imagem: Valter e Beta e ao fundo o Relógio das Flores de Viña.





VIÑA DEL MAR E VALPARAISO

3º dia de viagem – VIÑA DEL MAR E VALPARAISO 

Acordamos hoje por volta das 7h30 (horário do Chile), tomamos banho e café da manhã, estava muito frio, cerca de 2 graus de temperatura.

Esperamos dar o horário de abertura dos bancos (9h00) e seguimos até a agência do Santander e descobrimos que sem o cartão do banco não poderíamos fazer nenhuma movimentação bancária (assunto já detalhado em postagem anterior).

Posteriormente fomos até a agência do Banco do Brasil, pois já estávamos muito preocupados, caso este banco também procedesse da mesma maneira, situação que se ocorresse teríamos que abortar a viagem e regressar ao Brasil, pois sem dinheiro e sem cartão de crédito, seria impossível continuarmos. Mas graças a Deus correu tudo muito bem, mesmo sem o cartão do banco, conseguimos sacar o dinheiro que necessitaríamos para irmos ao passeio do dia (Viña Del Mar e Valparaíso) e também para os dias no Deserto de Atacama.

Cap I – VIAGEM SANTIAGO - VIÑA DEL MAR: (Metro / Rodoviária) 

Depois de tudo resolvido, pegamos o metro rumo à estação UNIVERSIDAD DE SANTIAGO, onde se encontra a RODOVIÁRIA DE SANTIAGO e o Terminal da TUR BUS.

Tínhamos uma noção do roteiro que seguiríamos em Valparaíso e Viña, mas ao nos dirigirmos para a fila de compra de passagem para estas cidades, fomos abordados por uma profissional da agencia de turismo ROD TOUR, a Srª Julia, que com muita simpátia nos perguntou para onde iríamos e se estávamos interessados em escutar a proposta de passeios que tinha as nos oferecer, mas antes mesmo de respondermos, já começou falando...

Resumindo, fizemos rapidamente as contas de quanto calculamos gastar entre ônibus, metro, passeios e mesmo assim sem saber ao certo se acertaríamos chegar nos pontos que programamos, pois no nosso roteiro andaríamos a pé vários trechos. Sendo assim, concluímos que a proposta que a Srª Julia nos oferecia era muito boa e aceitamos.

Ela nos conduziu até o escritório da agência, em frente da bilheteria da Tur Bus e pediu que enquanto realizássemos o cadastro, uma funcionária compraria nossos bilhetes. Realmente, tudo que nos foi proposto, foi cumprido e economizamos.

Tudo certo embarcamos rumo Viña Del Mar, com o acordo que na Rodoviária de lá, teria uma funcionária da agencia nos aguardando. E isso realmente aconteceu.


VÍDEO DE NOSSA VIAGEM DE ÔNIBUS DE SANTIAGO - VIÑA DEL MAR

Clique na imagem acima para assistir o vídeo



Descrição de Imagem: Roberta na plataforma de embarque da TUR BUS (saboreando o Mote con Huesillos)

MOTE COM HUESILLOS: é uma bebida não alcoólica, feita de grãos de trigo (no caso, o “mote”), pêssego cozido (huesillo) e o líquido onde os grãos e o pêssego são cozidos. O sabor é peculiar. Lembra um pouco chá, calda do pêssego em lata, e uma pitada de gostinho sem explicação. Resumindo, é bom!

Descrição de Imagem: Copo com o MOTE CON HUESILLOS (Valter segurando o copo)


Descrição de Imagem: Valter e Nando sentados no ônibus para Viña del Mar

terça-feira, 27 de julho de 2010

VIRGEM IMACULADA CONSCEPCION (CERRO SAN CRISTOBAL)

Cap III - Cerro San Cristobal (VIRGEM IMACULADA CONCEPCION) 


Após admirarmos a vista neste primeiro mirante, subimos mais uns 20 degraus e encontramos o banheiro público do Cerro.

BANHEIROS PÚBLICOS: Para se utilizar o banheiro no Cerro San Cristobal, como na maioria dos locais públicos do Chile , tem o valor de PCL 200 (R$ 0,68).

Após, subimos mais degraus que nos levaram a outra plataforma, onde encontramos a Igreja da Virgem Imaculada Conceição e a frente um local como um anfiteatro a céu aberto e uma pequena lojinha de suvenires.

Descrição de Imagem: Beta no acesso de subida a Virgem Imaculada Conceição do Cerro San Cristobal. Local muito arborizado e bonito.



Descrição de Imagem: Igreja Virgem Imaculada Conceição do Cerro San Cristobal. Vista de frente, parede toda em pedra, com uma torre e sino a direita. No alto da porta, uma grande imagem da Virgem e ao centro da área de entrada, vista com a porta aberta, a imagem do Cristo crucificado. A volta da igreja, muitas árvores.


Depois, subindo mais cerca de 70 degraus, chega-se ao cume do CERRO DE SAN CRISTOBAL, onde localiza-se a estátua da Virgem Imaculada Concepcion, instalada neste local em 1908.

A imagem foi feita em ferro fundido na França, medindo cerca de 14 metros de altura e pesando 36 toneladas, é uma espécie de Cristo Redentor de Santiago.

 
Descrição de Imagem: Imagem da Virgem Imaculada Conceição do Cerro San Cristobal. Ela está com a cabeça elevada aos céus e seus braços abertos, com as palmas das mãos voltadas para cima.



Descrição de Imagem: Por do sol do alto do Cerro San Cristobal. O sol se pondo por detrás das montanhas.


FUNICULAR DO CERRO DE SAN CRISTOBAL

Cap III - Cerro San Cristobal ( FUNICULAR)


O funicular do Cerro San Cristobal foi inaugurado em 1925. Nos fez lembrar o funicular do Monte Serrat (da cidade de Santos - Brasil), com a diferença que o primeiro transporta os passageiros em pé e o segundo possui acentos.

A subida do funicular é bem tranquila, apesar de possuir um ângulo bem acentuado, a paisagem é muito bonita também.

Na plataforma de embarque, havia um artista tocando música no estilo chileno (com flauta e violão). Após a rápida apresentação, ele passa o chapéu para uma colaboração voluntária dos turistas. Na plataforma de desembarque também havia outro artista do mesmo estilo.

O Funicular faz uma rápida parada no meio da subida, é a plataforma de acesso ao zoológico do Cerro San Cristobal. Por já ser final de tarde, não descemos para conhecer e continuamos a subida até o ponto final.

No final da linha, nos encontramos num primeiro mirante, que nos permite uma maravilhosa vista da cidade de Santiago e da Cordilheira dos Andes.


Descrição de Imagem: Beta utilizando um monóculo existente no mirante, para desfrutar da vista mais de perto (o monóculo funciona com moedas, cerca de PCL 200 (R$ 0,68))

Descrição de Imagem: Valter no mirante Cerro de San Cristobal e ao fundo a Cordilheira dos Andes

CERRO SAN CRISTOBAL

2º dia de viagem – SANTIAGO

VÍDEO DE NOSSA VISITA NO CERRO SAN CRISTOBAL

(Clique na imagem acima para assistir ao vídeo)

Cap III - CERRO SAN CRISTOBAL:

Decidido que só poderíamos resolver amanhã o problema quanto ao furto dos cartões dos bancos, que nos ocorreu no metro hoje na hora do almoço, fomos retomar o nosso tour por Santiago.

Ingressamos no metro MANUEL MONTT, rumo a estação BAQUEDANO, onde descemos e nos dirigimos ao Calle Pio IX, rumo ao Funicular do Cerro San Crisobal.

Descrição de Imagem: Mapa do percurso entre estação do Metro Manuel Montt ao funicular do Cerro San Cristobal



Ao sairmos da estação do metro BAQUEDANO, dirigimo-nos ao CERRO SAN CRISTOBAL, atravessando o RIO MAPOCHO, que corta a cidade de Santiago (que está localizada na bacia hidrográfica do Rio Maipo).


O RIO MAPOCHO origina-se do degelo da Cordilheira dos Andes, possuindo uma água cinzenta, que somado ao resto do ambiente, apresenta um cenário bonito e com ar romântico.

Descrição de Imagem: Valter a margem do Rio Mapocho, na altura da Calle Pio IX


Continuando a caminhada até o Cerro San Cristobal (pela Calle PIo IX), passamos por uma feirinha de artesanato, mas decidimos visitá-la com calma na volta, pois permanece aberta até as 20h00.

Estavamos por volta das 16h30, quando chegamos ao FUNICULAR DO CERRO SAN CRISTOBAL. Compramos nossos bilhetes, que custou PCL 1.600 (R$ 5,41) por adulto.


OBS: O teleférico do Cerro San Cristobal encontra-se quebrado desde início de 2010, devido a uma peça que necessita ser trazida da França. Não possui previsão de liberação.
Descrição de Imagem: Nosso bilhete do Funicular do Cerro San Cristobal




 

SANTANDER NOS DEIXOU NA MÃO, MAS BANCO DO BRASIL NOS SALVOU

SITUAÇÃO INESPERADA 2:


Após o Valter retornar dos Carabineiros do Chile, relatou que não havia conseguido sucesso quanto ao encontro da carteira e muito menos dos pertences dela, decidimos nos dirigir as agencias bancárias do Santander e do Banco do Brasil, para efetuarmos os bloqueios dos cartões.

Mas qual não foi nossa surpresa ao constarmos que no Chile, as agencias bancárias fecham as 14h00. Sendo assim, não poderíamos fazer nada, apenas aguardar o dia seguinte e logo que as agencias abrissem, as 9h00, iríamos resolver o problema.

No dia seguinte, nos dirigimos a uma agencia do Santander e qual não foi nossa decepção em constatar que, sem o cartão do banco, não é possível realizar qualquer tipo de operação bancária, mesmo apresentando o Documento de Identidade (R.G.).

Ficamos indignados, pois uma parte de nosso dinheiro da viagem estava neste Banco e não conseguiríamos mexer nele, até retornarmos para o Brasil, pois não havíamos trazido o nosso cartão de chave de segurança netbancking.

Mais decepcionante foi ouvir do funcionário do banco Santander de Santiago que: "O Santander do Chile não conversa com o Santander do Brasil, sem o cartão do banco". Ou seja, pensamos que o Santander era um dos maiores bancos do mundo, que teríamos acesso em qualquer lugar, mas na verdade não é o mesmo banco, você não é cliente e nem eles fazem qualquer coisa por você, caso não tenha um cartão. Decepcionamo-nos com este banco. Pois no Banco do Brasil não tivemos nenhum problema e conseguimos realizar todas as atividades necessárias, apenas com nossos documentos de identificação (R.G.).

FURTO DA CARTEIRA no metro de Santiago

SITUAÇÃO INESPERADA 1:


Quando terminamos de ver a cerimônia da troca da Guarda Presidencial no Palácio La Moneda, decidimos retornar ao B&B Providencia, pois a bateria da câmera havia acabado e também havíamos passado em um supermercado e comprado água, bolachas e salgadinhos.

Retornamos a estação do Metrô LA MONEDA, rumo a estação MANUEL MONTT. Compramos os bilhetes e nos dirigimos à plataforma de embarque e embarcamos no metro, que estava muito cheio, pois eram cerca de 12h00.

Ao descermos na estação desejada, rumamos para o local de nossa hospedagem e no caminho o Fernando quis parar para comprar um cartão de memória para o celular dele e na loja, o Valter sentiu falta da carteira.

Ficamos agitados, procurando primeiramente nas mochilas que portávamos e depois recapitulando cada passo que demos, até chegarmos à conclusão que a ultima vez que ele utilizou a carteira foi no balcão de compra de bilhetes do metro e ele se lembrou de tê-la guardado no bolso da frente da calça e não ter mexido mais...

Recapitulamos também o que estava no interior da carteira: cerca de PCL 50.000, os cartões de crédito e débito dos nossos bancos.

Bem, o dinheiro não conseguiríamos recuperar mesmo. Os cartões dos bancos (Santander e Banco do Brasil), possuíam chip e foram bloqueados via fone.

O problema não foi esse, mas sim a dificuldade em fazer um "boletim de ocorrência" nos Carabineiros do Chile. Explicávamos que precisávamos de um documento que comprovasse o ocorrido, caso necessitássemos disso no Brasil.

A nossa sorte foi que nossas identidades estavam na bolsa que utilizamos no aeroporto e que ficou guardada no nosso local de hospedagem, juntamente com a maior parte do dinheiro que havíamos trazido, tanto em pesos chilenos, quanto em dólares.

TROCA DA GUARDA - PALACIO LA MONEDA

2º dia de viagem – SANTIAGO 

VÍDEO DA TROCA DA GUARDA NO PALÁCIO LA MONEDA

(Clique na imagem acima para visualizar o vídeo)

Cap II - TROCA DA GUARDA NO PALACIO LA MONEDA:

Pegamos o metro MANUEL MONTT, rumo a estação LA MONEDA, ambas localizada na Linha Vermelha, distantes por 5 estações. (tempo de percurso: cerca de 10 minutos).

Quando saímos da estação do metro, nos encontramos de frente para o Palacio La Moneda, mas a cerimônia da TROCA DA GUARDA PRESIDENCIAL ocorre na face oposta do edifício, todas as manhãs, pontualmente as 10h, de 2ª feira a sábado.

Quando chegamos ao local, ainda não tinha muitos turistas e pudemos observar com mais tranquilidade e buscarmos, o que acreditávamos ser o melhor local para assistirmos a cerimônia. Mas ao chegar um grupo de turistas brasileiros com um guia, ouvimo-lo comentar que na ponta de um "patamar" de grama que existe próximo às grades de isolamento, seria o melhor local para se acompanhar todas as manobras que ocorreriam, pois onde estávamos ao nível do chão e grudados na grade, não teríamos a perspectiva necessária para uma boa visualização. De posse da informação, nos dirigimos rapidamente para o local sugerido pelo "guia alheio" e realmente, a vista era mais panorâmica.

Esta cerimônia ocorre com um objetivo de trocar a equipe responsável pela guarda presidencial do Chile, vulgarmente chamado de troca de turno. Também ocorre nesta oportunidade uma homenagem a bandeira deste país.

VALOR: GRATUITO
Descrição de Imagem: Troca da Guarda no Palácio La Moneda. Atrás do prédio do Palácio La Moneda, na Praça Constituicion, cerca de 100 guardas se apresentam em formação para a realização da troca da guarda.

Descrição de Imagem: Nando, Beta e Valter aguardando a cerimônia da troca da Guarda, ao fundo o Palacio La Moneda

VIDEO dos nossos momentos no METRO DE SANTIAGO - Chile

METRÔ EM SANTIAGO

2º dia de viagem – SANTIAGO


VÍDEO DO METRÔ EM SANTIAGO

(Clique na imagem acima para visualizar o vídeo)


Cap I - METRO:

Logo pela manhã, após tomarmos nosso breakfast (provando um novo sabor: palta = abacate, mas em fatias e no pão), recebemos um mapa da cidade, oferecido pela Veronica (do B&B Providencia), que nos explicou alguns pontos estratégicos para facilitar nosso deslocamento pela cidade.O B&B PROVIDENCIA possui uma ótima localização, perto da estação de metro MANUEL MONTT (cerca de uns 10 minutos de caminhada). O trajeto é tranquilo, possuindo comercio de roupa, restaurantes, etc. Mesmo a noite, não sentimos insegurança em transitar por est local.

Nossa estação base, como citado anteriormente foi a Manuel Montt, linha vermelha.

As estações pelas quais transitamos muito nos lembrou as estações de São Paulo e da Europa.


Descrição de Imagem: Beta e ao fundo um letreiro escrito Metro de Santiago.

Descrição de Imagem: Beta e Valter dentro do metro de Santiago
DICAS SOBRE O METRO EM SANTIAGO:

1. Muito cuidado com mochilas, bolsas e carteiras, pois como em todo metro, o de Santiago também possui seus "batedores". A carteira do Valter foi furtada do bolso da frente da calça dele, no horário de "rush" no metro de Santiago;

2. Dependendo do horário, o valor do bilhete de passagem no metro se modifica, passando a ser mais caro nos horários de "pico";

3. O valor que pagamos por bilhete, variou entre 460 e 560 pesos chilenos (em julho 2010).


HOSPEDAGEM EM SANTIAGO

1º dia de Viagem São Paulo / Santiago 



VÍDEO DE NOSSA HOSPEDAGEM EM SANTIAGO


(CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER O VÍDEO)



Cap 2 – Hospedagem em Santiago:

a) Trajeto Aeroporto de Santiago ao nosso local de Hospedagem: Combinamos com o responsável pelo local que nos hospedamos (daremos maiores informações a respeito sobre a hospedagem no próximo item) que um determinado taxista estaria nos esperando na ala de desembarque, já o valor da corrida combinada (25 dólares) do aeroporto ao local de hospedagem. A atenção foi tão grande, que foi nos enviado uma foto do profissional do taxi em questão, para que também pudéssemos reconhecê-lo quando chegássemos. Foi realmente o que ocorreu, apesar do atraso de mais de 1 hora, lá estava o nosso taxista Sr. Ruben Gacitúa com uma placa com o nome: Valter Padulla. Trata-se de um profissional muito educado, atencioso e durante todo o trajeto foi nos explicando quanto aos pontos principais que passávamos, varias informações e demais duvidas que apresentássemos.

b) Hospedagem em Santiago: Pesquisamos bastante, durante o período de planejamento da viagem (junho), realizamos pesquisa quanto a locais para hospedagem que preenchesse os nossos requisitos quanto ao preço e qualidade. Encontramos o “Bed & Breakfast Providencia”  (http://www.providenciabedandbreakfast.com/portugues.html), encaminhamos e-mail para o local e logo iniciamos contato com o Sr. Ignácio, o dono do local, que nos forneceu todas as informações necessárias e confirmou a reserva, nos enviando a foto de nosso quarto e demais dependências. Estranhamos, pois aqui no Brasil, dificilmente um local realiza uma reserva, principalmente em temporada de férias, sem um depósito de sinal. Mas percebemos que no Chile deve ser normal isso, pois os demais locais que realizamos reservas também não foi nos solicitado nenhum depósito como garantia. E realmente, valeu à pena, pois é um local muito bem localizado, próximo a estação de metrô, boas acomodações, com um ambiente familiar, que nos fez sentir em casa, tamanha simpatia e liberdade que nos foi oferecida. É importante frisar que não se trata de um hotel, não tem recepção, serviço de quarto, restaurante, etc. É um “bed & breakfast”, como se fosse uma casa, que disponibiliza seus quartos para receber as pessoas e pela manhã um café da manhã caseiro também. Mas o carinho e a amizade que recebemos, valeu mesmo!

VALOR DA DIÁRIA: US$ 60,00 (quarto triplo)

Descrição de Imagem: Valter e Nando em frente do Bed and Breakfast Providencia, nosso local de hospedagem. é Um sobrado, estilo europeu, muito charmoso.


Descrição de Imagem: Mesa com nosso breakfast, com chá, leite, frutas, manteiga, geléia, pão, iogurte, etc. E ao lado da mesa, um aquecedor, para manter o ambiente quentinho.

Descrição de Imagem: Nando provando o costume dos chilenos: pão com palta em fatia (palta = abacate)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

AEROPORTO São Paulo

1º dia de viagem – São Paulo / Santiago 


Cap I - Aeroporto:



a) Check-in bagagens: tudo ok, apenas acabamos perdendo as milhagens da passagem do Fernando, pois não fizemos o cartão fidelidade TAM dele;


b) Documentação de autorização de menor para viajar sem um dos pais: pelo fato do Fernando estar viajando apenas com a companhia da mãe, o pai dele teve que autorizar, via documento legal autenticado em cartório (modelo: http://www.tj.sp.gov.br/Corregedoria/AutorizacaoViagemCriancaAdolescente.aspx), em 2 vias originais, pois uma via fica com a Policia Federal na hora do embarque e a outra via fica em poder do responsável autorizado em acompanhar o menor (neste caso a mãe, Roberta). Este tipo de documento só foi necessário para o embarque em São Paulo, mas recomendado a permanecia deste documento sempre com o responsável. O embarque de retorno do Chile para o Brasil, não foi necessário a apresentação do mesmo;

c) Documentação de viagem: levamos apenas nossas carteiras de identidade do Brasil e não houve problema algum. Sugerimos que leve também uma copia de cada documento e deixe guardada, por exemplo, na mala, em caso de urgência como perda ou roubo;

d) Casa de Cambio: para esta viagem, a melhor taxa de cambio foi a do Banco do Brasil, então, se você é correntista deste banco, vale à pena. Mas no Chile, a única agencia em todo território se localiza na cidade de Santiago ();

e) Vistoria de embarque: neste momento, temos que colocar na esteira a bolsa ou bagagem de mão na esteira para que possa passar pelo sensor da policia federal e no mesmo local, existem bandejas disponíveis para que possamos colocar os objetos de metal que possamos estar carregando nos bolsos, como o mesmo sistema das portas dos bancos, para posteriormente podermos passar pelo “portal” de detector de metais. Realizei todas as fases destas atividades, mas ao passar pelo suposto “portal”, eis que ele apita. Olhei para o policial e ele realiza aquelas perguntas corriqueiras que também ouvimos dos seguranças dos bancos quando isso ocorre: “ a senhora está portando ainda algum objeto de metal do tipo: celular, etc, etc, anel, fivela de cinto...É ISSO! O cinto! Então retornei e tirei o cinto, mas a funcionária da Policia Federal solicitou também para que eu retirasse os anéis e o óculos escuro que estava como uma tiara prendendo meus cabelos e o coloquei tudo na bandeja e agora deu tudo certo! A sorte que não havia muita gente para passar atrás de mim, pois isso tomou alguns minutos. Então aqui fica uma dica: antes de passar por estes equipamentos, já fique atento quanto aos objetos no bolso de calça, camisa ou jaquetas, também bijuteria de metal, óculos com aros de metal e fivelas de cintos;

f) Fila para verificação na Policia Federal: Atenção com as placas designando fila para fiscalização de pessoas de nacionalidade do país e outra para estrangeiros. Refiro-me a isso, porque não reparamos nas placas e “espertos” entramos na fila mais curta (ainda no embarque em São Paulo) e percebemos que algo estava diferente, quando observamos melhor, verificamos a “gafe” que cometemos e mudamos para a fila de brasileiros. Já no Chile, entramos na fila de estrangeiros. O pior é que neste vôo, a maioria era brasileiro, então tanto no Brasil, como no Chile, pegamos sempre a maior fila;

g) Aguardo para embarque na aeronave: enquanto aguardávamos para o embarque, na sala de espera, o Valter procurou um local que possuía uma TV, pois estava sendo realizado o jogo da Copa do Mundo entre Espanha 1 x Alemanha 0. No Duty Free, demos uma olhada, mas nada nos chamou a atenção, valeu para passar o tempo.

Descrição de Imagem: Fernando no corredor do Duty Free no aeroporto de Congonhas em São Paulo - Brasil.


h) Voo São Paulo à Santiago: Companhia TAM – JJ 8028 – (previsão) saída 18h30 e chegada 21h30. O embarque na aeronave foi realizado no horário previsto, mas o comandante comunicou a todos os passageiros que haveria um atraso, pois segundo informações, houve um passageiro que desistiu de viajar e tiveram que procurar a bagagem dele entre todas já embarcadas no compartimento de carga. Atrasamos cerca de 1 hora do previsto. O vôo foi tranqüilo no que se refere a turbulências, mas tumultuado quanto a passageiros inconvenientes que transitaram demasiadamente pela aeronave, prejudicando a realização do serviço de bordo e a tranqüilidade dos demais passageiros. Só para se ter uma idéia da situação, quando a aeronave acabou de tocar o solo, já havia um passageiro em pé, tentando pegar sua bagagem de mão e quase houve um acidente interno. A chefe de equipe dos comissários percebeu o ocorrido e comunicou aflita a todos que permanecessem sentados até o completo estacionamento da aeronave. O comandante do avião ao perceber também o fato, parou completamente de taxiar e comunicou a todos que enquanto não percebesse que a solicitação da aeromoça havia sido atendida rigorosamente, ele não continuaria a manobra quanto ao “estacionamento” do avião para liberar o desembarque. Foi muito desagradável, pois por culpa de um “bobão”, ficamos como “crianças de castigo”, mas concordamos com a atitude do comandante em questão, pois entendemos que poderia ter ocorrido um acidente desagradável;





Descrição de Imagem: Fernando, Roberta e Valter prontos para decolarem rumo a Santiago, sentados nas poltronas do avião.


VIDEO NOSSOS MOMENTOS NO AEROPORTO DE GUARULHOS
(clique para assistir e curtir conosco estes momentos)


VIAGEM AO CHILE - 1. Introdução

Quando decidimos viajar para o  Chile, iniciamos uma pesquisa de lugares e preços que estivessem de acordo com nossa poupança para a viagem.

Conforme fomos encontrando lugares interessantes, enviávamos e-mail para solicitar maiores informações e isso funcionou, pois todos os locais acertados, não tivemos problemas ao chegar. Curioso é que nos locais de hospedagem no Chile, diferente do Brasil, eles não solicitam nenhum tipo de depósito bancário antecipado, como uma forma de garantia da reserva.

Quanto as passagens, nossa idéia, a princípio, era aproveitar os pontos do nosso cartão fidelidade TAM, mas ocorreu um equívoco, por parte da funcionária que nos atendeu, e acabamos optando pelo pagamento das passagens e os pontos acumulados deixamos para uma próxima viagem.


  • Passagens aéreas São Paulo / Santiago / São Paulo (com taxas incluídas): por pessoa = USD 550,00 / R$ 1.198,75 (total 3 pessoas = USD 1.650,00 / R$ 3.596,25)

No decorrer do nosso planejamento, também pedimos informações e orientações de alguns conhecidos, como por exemplo, o Pinesi e esposa (gratos pelas dicas).

Cronograma:

1º dia: São Paulo (Brasil) / Santiago (Chile)
2º dia Santiago (City Tour)
3º dia: Santiago / Valparaiso / Vinha del Mar / Santiago
4º dia: Santiago / San Pedro de Atacama (Viagem ao Deserto mais árido do mundo)
5º dia: San Pedro de Atacama
6º dia: San Pedro de Atacama
7º dia: San Pedro de Atacama
8º dia: San Pedro de Atacama / Santiago (viagem)
9º dia: Santiago / Pucón
10º dia: Pucon
11º dia: Pucon
12º dia: Pucon / Santiago (viagem)
13º dia: Santiago (dia livre)
14º dia: Santiago (Chile) / São Paulo (Brasil)

Tudo decidido, passagens compradas, hospedagens reservadas, plano de atividades e gastos diários feitos... "Vamos lá"

Descrição da imagem: bandeira do Chile em forma de retângulo, dividido ao meio, sendo que a parte superior sendo novamente dividido em duas partes, sendo a parte esquerda de fundo azul, com uma estrala branca ao centro e a parte da direita com fundo branco. Na parte inferior da bandeira é inteira de fundo vermelho.